Neto Silva 18:56 (há 0 minuto) para eu
Imagem de alimentos dispostos em uma mesa

5 passos para você digitalizar o seu processo de registro de temperatura

Há mais de 3000 anos, a humanidade descobriu que os alimentos e outros materiais apresentavam uma sobrevida maior quando submetidos a temperaturas mais baixas. Isso foi crucial para o desenvolvimento das populações, pois permitiu que os alimentos fossem transportados por longas distâncias. Dessa maneira, regiões que não apresentavam uma capacidade produtiva passou a receber insumos de regiões produtivas, permitindo não só a sobrevivência da primeira, mas também a intensificação das trocas culturais.

Anos mais tarde, em 1796, Edward Jenner desenvolveu a primeira vacina antivariólica. Essa partiu de uma variação da doença que acometia as vacas – inclusive o termo ‘’vacina’’ em latim significa ‘’da vaca, sabiam?

A junção desses dois processos, resfriamento para conservação e a indução artificial de anticorpos pelo sistema imunológico humano, resultou em um esforço internacional para a erradicação de varíola entre as décadas de 1960 e 1970 através da expansão dos programas de imunização. Nesse sentido, a criação de sistemas confiáveis capazes de preservar a vacina durante o deslocamento, bem como monitorar o sistema de resfriamento fizeram-se necessários.

Tais necessidades fez com que nós, enquanto sociedade, desenvolvêssemos aquilo que ficou conhecido como cadeia do frio. Logo, não só as vacinas poderiam ser conservadas, mas toda uma classe de produtos classificados como termolábeis.

Mão segurando um frasco de vacina

Diante disso, o avanço tecnológico viabilizou que diversos sistemas de armazenamento fossem criados. Entretanto, surge uma outra questão: Como garantir que esses sistemas são realmente confiáveis?

Uma das maneiras mais tradicionais é a medição, feita da seguinte maneira: Coloca-se um termo-hígrômetro dentro de um refrigerador e cria-se um procedimento. A partir desse ponto, deve-se habilitar uma ou mais pessoas, geralmente enfermeiros, auxiliares de enfermagem ou farmacêuticos a fim de que, em determinados períodos do dia, eles possam verificar a temperatura mínima e máxima. As anotações podem ser dispostas em uma planilha física, armazenando os dados por, pelo menos, dois anos.

O tradicionalismo tem funcionado na teoria, eu digo dessa forma porque, em caso de falhas, como esse erro seria percebido? Quanto tempo levaria para que a correção fosse feita? Qual seria o prejuízo?

O tradicionalismo tem funcionado na teoria, eu digo dessa forma porque, em caso de falhas, como esse erro seria percebido? Quanto tempo levaria para que a correção fosse feita? Qual seria o prejuízo? Sabendo que as informações em um método físico podem ser violadas, como seria possível identificar possíveis adulterações? Quão improdutivos seriam esses profissionais essenciais em suas áreas? Diante de todas essas questões, pensamos em um sistema 100% digital, guiando você e instituições nesse processo de digitalização, dando-lhes autonomia sobre os seus dados, siga abaixo:

1º Passo:

    • Elenque de 3 a 5 maiores problemas com o método atual.

2º Passo:

    • Com esses problemas listados, você saberá as suas implicações e a partir disso poderá dividir o processo de digitalização em fases, com base nos impactos gerados. Depois de ter as fases, você terá o caminho claro até a solução ideal .

3º Passo:

    • Estabeleça equipamentos e setores prioritários para o início de implantação: Se o problema for falhas em equipamentos, comece com uma solução escalável, a qual monitore e o alerte em tempo real. Já se o problema for uma violação de dados, pense em um sistema que registre os dados de forma inviolável.

4º Passo:

    • Procure por soluções abertas, a fim de que você não dependa de uma única organização. Isso lhe dará maior possibilidade de adequação às suas necessidades e integração com os sistemas já existentes.

5º Passo:

  • Fale com parceiros que tenham experiência nesse processo e possam auxiliá-los no trajeto de digitalização e capacitação de equipe.

Nos siga nas nossas redes e acompanhe nossas novidades:

Gostaria de receber nossas promoções e novidades?

Sua inscrição foi ativada com sucesso!

Falha ao ativar sua inscrição. Por favor tente novamente mais tarde.

Irmãos Salfatis will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.